quinta-feira, 16 de junho de 2011

As Piores Coisas No Reggae de São Luís!

Bom... a um tempo nada me vem na cabeça de interessante a ser postado. Acho que depois de umas e outras, "meu coração está ficando frio para sentimentos", de forma que vou procurar pelo menos escrever sobre coisas mais práticas. Assim, vou derramar minha insatisfação em cima de algo novo!

E de já elejo um novo alvo... O REGGAE EM SÃO LUÍS !.

Bom, eu sou facinado por Reggae... Acho tudo de bom, mas não sou burro! Sei que a culltura do reggae em São Luís apresenta contradições serissimas. Sem mais delongas, vamos a lista das piores coisas!

1 – BAR DE REGGAE TEM DE SER SUJO, FEIO E FEDORENTO!
É impressionante... Abre uma biboquinha nova de reggae na cidade, o dono vai se empolgando, investindo e derrepente... cai... Parece que dá azar investir... pior são os que investem antes... procuram fazer um ambiente bem transado e... falencia! Eu até entendo que o gostoso do reggae é o clima despojado... Mas tem de ser tão escroto? Tem de ser tão quente? Tem de ser sujo? O banheiro precisa feder a tapurú?

2 - CERVEJA CARA E QUENTE.
Não vou citar nomes, até pq gosto muito da casa, e admiro seu dono, mas me diz se não é foda... A casa é única com reggae de qualidade no domingo, praticamente funciona uma vez só na semana... Cerca de 10 horas nesse dia... Você paga 15 reais pra entrar, 5 reais por uma cerveja, e quando bebe.... absurdamente QUENTE! Ou melhor, em plena meia noite a breja derrepente acaba (Parece mentira, mas é verdade)!!! E vc feito besta, perde um tempo danada, com uma ficha na mão, fica pra lá e pra cá, até atentar que não dá pra beber! Pô! "Vergonha na cara! Bota essa porra pra funcionar"!!!

3 - ACABOU O TROCO, PEGA UMA FICHA!
Essa é ótima... Vc pede uma cerveja (nem preciso dizer que é cara e quase sempre quente), e entre o troco, é premiado com um papel nojento, com uma rubrica feita com o pé esquerdo escrito... Vale 5 reais... É brincadeira? O final é melhor, vc enche a cara, volta pra casa liso, duas semanas depois vc coloca a mão no bolso da calça já lavada e acha lá amassado o bilhete... Vale 5 reais!

4 - MULHER QUE FAZ NOJINHO QUANDO VC PUXA PRA DANÇAR!
Acho normal uma pessoa não querer dançar com outra... Mas tem de fazer carinha de nojo? As vezes a mulher que não dançou nada a noite inteira, faz a carinha de nojo mas aceita... Mas a encalhada não faz por menos... Dança com vc com um palmo de distancia do teu corpo, como se ela fosse de vidro ou você estivesse banhado de lama... Um NÃO bem redondo não soa mais sincero? Alias, nessa hora "mentiras sinceras interessam". Já ouvi de pé quebrado, a "meu namorado está em casa doente e vou já voltar pra dar o remédio dele"... Perdou tudo, mas carinha de nojo não dá! Dá vontade de fazer igual a um amigo e mandar a beldade voltar pra casa dormir!

5 - AS EMPOLGADAS!
Essa reclamação é de um outro bom amigo, meio sumido dos salões... As empolgadas geralmente são meninas que confundem Bob Marley com Elvys. Ao tocar aquela musica batida do Soja, ou a Superman (poliana 2011 rs...) dão aquele pitti estérico com direitos a pulinos e abraços na amiiiiiiiiggaaaaaaaaaaaaaaaaaa... É preciso tanto? Se a figura tivesse ido pelo menos 3 vezes no bar viria que a musica predileta toca toda noite, e só ela pula!

6 - OS EMPOLGADOS!
É teu vizinho guri, que vai mostrar pra turma toda do colégio que é mocinho e já sabe fumar um baseado. Tenho impressão que ele acha que só se fuma no reggae. Pra complegtar o figurino do maconheiro mirim, temos um cabelo caindo por cima do rosto e um boné colorido. É o famoso garoto Malhação (seriado da Globo), que agora invade as melhores casas de reggae da cidade.

7 - REGGAE MODINHA!
Eu não sou contra as gatinhas, patricinhas entre outras, mas quem vai curtir reggae, tem de saber onde pisa! O que acontece é que volta e meia o bar de reggae que você mais gosta vira modinha! E ai enche, lota! De gente que não tem nada a ver no contexto... Empolgados, Empolgadas, Barbies inquietas, Marrombeiros que ficam fazendo tipo no meio da festa, em fim... Uma infinidade de gente que não dança, não curte, só contribuem para o espaço ficar infinitamente cheio, caro, chato e casantivo! Mas logo logo, a moda passa e o bar fecha... Ruim pra todo mundo!

8 - Os DJ's
Tenho várias queixas, desde as sequencias viciadas (aquele reggae que tocatodo fim de semana desde a década de 70), ou melhor, aquele reggae ralado que só o Dj sabe que é reggae. Um monte de coisas, mas a maior contradição é que um dj normal, de outro estilo, vai fazer o possivel pra vc dançar o máximo sem a musica parar, sem interrupção... O de reggae não! Param a música, voltam a música, erram a música, comentam inúmeras besteiras, fazem propagandas intermináveis, contam vantagem... com voz grossa, ameçam jogar pedras na tua cara (Que faz brochar a dança com a gata)... Eles simplesmente não cooperam com a azaração!

9 - REGGAE TARDE E FESTIVAIS (BANDAS INTERNACIONAIS X NACIONAIS)
Bom depois da lei do silencio, reggae agora tem hora certa pra acabar, (falaremos a baixo da lei do silencio) e ai o público (o que inclui eu tbm) não copera, só chega depois de meia noite e só entra quando a banda principal chega... O produtor que imaginou um super festival, com bandas locais e a atração principal, vai pressionar as bandas locais, em prol da banda principal... E ai, o evento que deveria durar 10 horas, vai durar pouco mais de 3 horas, e todos ficam sinsatisfeitos, a banda Local, o Público, o Produtor e até mesmo as atrações principais!

10 - OPERAÇÃO MANZUÁ, LEI DO SILÊNCIO E AFINS...
É o pior de todos os itens, Eu não sei bem o que despertou o ódio da PESSOA do "poder público" que elegeu o reggae como seu inimigo. Já ouvi varias lendas, o fato é que junto a lei seca, inventaram a famigerada operaçao Manzuá... que bacana! O reggae que funcionava até o "sol arder no olho - (que puta saudade)" agora acaba pontualmente de acordo com o humor da figura que não tem nada de interessante pra fazer a noite em casa.

A lei seca não se aplica mais, mas a lei do reloginho nervoso continua sendo cumprida. E eu simplesmente não entendo pq! Em uma área evidentemente turística, com forte vocação para o entreterimento a noite tem de ser interrompida tão derrepente? E com a casa ainda cheia? E não me venham dizer que é por briga ou violencia, pq a coisa mais rara em reggae é confusão. Também não me venha dizer que é pq tem moradores nas proximidades que também não é! E se tiver, realmente não estão no lugar correto. Beira de praia é de uso comum, reservada preferencialmente para o entreterimento. Se for por bebedeira, que punam então os motoristas alcolizados, mas por favor nos deixem em paz! Pq não fecham o "Pirata bitchs"?

O mais intrigante é o esforço público para punir os reggueiros... Certa vez contei cerca de 20 viaturas, além de kombis da prefeitura, peritos da policia civil e uma modadalidade infinita de fardados bem humorados. Aposto até que a maioria deles estavam tão insatisfeitos quanto eu! Pra que tanta gente? Iam levar os reggaeiros tbm, igual levaram uma vez o vocalista da Kazamata?
Depois de tanto, só me restou ajudar a tia da cerveja a esconder seu material de trabalho, antes que o "poder público" leve seus pobres pertences... Como fizeram com a palena da tia do mocotó! Tadinhos de nós!

10 comentários:

Paulo Vasconcelos disse...

Texto incompleto! Logo Termino!
enquanto isso... o que toca no pc:

http://www.youtube.com/watch?v=jcEjQ2AsyLE

Leoni - 50 Receitas

Eu respiro tentando
Encher os pulmões de vida
Mas ainda é dificil
Deixar qualquer luz entrar...

Ainda sinto por dentro
Toda dôr dessa ferida
Mas o pior é pensar
Que isso um dia
Vai cicatrizar...

Eu queria manter
Cada corte em carne viva
A minha dôr
Em eterna exposição
E sair nos jornais
E na televisão
Só prá te enlouquecer
Até você me pedir perdão...

Eu já ouvi 50 receitas
Prá te esquecer
Que só me lembram
Que nada vai resolver
Porque tudo
Tudo me traz você
E eu já não tenho
Prá onde correr...

O que me dá raiva
Não é que você fez de errado
Nem seus muitos defeitos
Nem você ter me deixado
Nem seu jeito fútil
De falar da vida alheia
Nem o que eu não vivi
Aprisionado em sua têia...

O que me dá raiva
São as flôres
E os dias de sol
São os seus beijos
E o que eu tinha
Sonhado prá nós...

São seus olhos e mãos
E seu abraço protetor
É o que vai me faltar
O que fazer do meu amor?...

Eu já ouvi 50 receitas
Prá te esquecer
Que só me lembram
Que nada vai resolver
Porque tudo
Tudo me traz você
E eu já não tenho
Prá onde correr...(2x)

Mirelle Nina disse...

Metendo bronca, Paulinho!!! Muito me tocou a música de Lenine, excelente pedida!

Paulo Vasconcelos disse...

Valeu Mirelle.. Temos que direcionar o sentimento! rs... A música foi uma dica de outra grande amiga, muito oportuna! beijo!

Gerlandy disse...

Difícil escolher qual a pior coisa no reggae de Sõ Luís, mas foram bem pontuadas.

Anônimo disse...

Ei rapá,eu trabalhei na operação manzuá, vou ti pegar aí, pq eu sei onde tu mora. Esses bandos de maconheiro do reggae, eu caia de bolacha em vc todinho.Tu acha que o barulho nao incomoda os vizinhos? Tu achas certo um cara trablhar o dia todo e chegar em casa com barulheira e um bando de maconheiro na porta? Eu sento é a borracha e a coronhada! Eu gosto muito de colocar esses vagabundos no camburão e ouvir eles chamarem a mamãe.

Paulo Vasconcelos disse...

Valeu G!

Paulo Vasconcelos disse...

Meu amigo Policia! Calma! Não me leve!
ehehehheheheehhehehe

Anônimo disse...

O idiotinha ai é um típico representate da corja policial que não presta. Preconceituoso, ignorante, prepotente (de onde tira isso não sei) e etc. Meu subordinado (sim, pq nós que pagamos esse teu mísero salário) guarde sua lingua na boca (e isso é uma ordem)!! Esse tipo de profissional que pensa que é, serve apenas pra receber ordem e gritos dos seus superiores na cara. Policialzinho de merda!

Anônimo disse...

tu é cansativo meu brother!

deuzabr disse...

Pô muito legal, Paulo! você é genial!