domingo, 7 de novembro de 2010

Yin-yang

O meu desassocego mudo
De virar na cama,
De beber um rio,
De virar o mundo

Contrasta com tua paz falante
De parar a vida,
De dormir mais cedo,
E acordar tranquila

E entre fogo e gelo
Guerra e paz
Enquanto o céu muda de cor
Nasce entre eu e você
Uma estranha harmonia

Sete de Novembro de 2010
Domingo, 5:30

3 comentários:

Mirelle Nina disse...

Que lindo... palavras melhores que estas não há de se encontrar facilmente... beijos

Paulo Vasconcelos disse...

Valeu Mirelle! Sempre você! E o teu blog? Qual a proxima dica??? Beijo!

Thiago disse...

Linda comparação, parabéns poetero.